Casos Clínicos



Medicina Oral

A medicina oral é a área da medicina dentária que se ocupa do tratamento não cirúrgico da patologia dos tecidos moles e duros da cavidade oral, bem como do diagnóstico precoce das lesões potencialmente malignas e do cancro oral. A medicina oral é ainda responsável pelo diagnóstico e tratamento das lesões orais associadas a patologia sistémica (anemias, doença crónica intestinal, doenças dermatológicas, etc.).
Patologia mais frequentes em medicina oral
- Úlceras orais recorrentes (aftas)
- Candidíase oral
- Infecções virais (herpes, etc.)
- Líquen plano oral
- Xerostomia (sensação de boca seca)
- Leucoplasia e outras lesões potencialmente malignas
- Cancro oral
- Osteonecrose dos maxilares associada à toma de bisfosfonatos
- Síndrome da boca ardente/queimada
Exemplos de patologia sistémica com possível envolvimento da cavidade oral
- Anemia e outras doenças de sangue (ex.: leucemias)
- Doença crónica inflamatória intestinal (Doença de Crohn, colite ulcerosa e doença celíaca)
- Doenças auto-imunes (lúpus, artrite reumatóide, penfigo, penfigoide, cirrose biliar primária, etc.)
- Manifestações orais das reacções secundárias ao uso de medicamentos
- Tratamento das complicações orais do tratamento do cancro (radioterapia, quimioterapia, osteonecrose dos maxilares associada aos bisfosfonatos)
Pedro Ferreira Trancoso
Médico dentista
Mestre em Medicina Oral pela Universidade de Londres
Docente de Medicina Oral no Mestrado Integrado de Medicina Dentária da Faculdade de Ciências da<
↑ Topo